Image Map

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

A Metamorfose de Franz Kafka

Já há algum tempo que ouvia falar deste livro e ele sempre me intrigou, principalmente pelo nome sonante que tem. Finalmente decidi requisitá-lo na biblioteca e começar a ler.

É um livro extremamente pequeno (+/- 95 páginas dependendo da edição) e que se lê rapidamente mas que contêm várias reflexões sobre a complexidade do homem, da humanidade e das suas relações. A escrita é bastante simples e de fácil leitura.

O livro começa quando o personagem principal, Gregor Samsa, acorda para mais um dia de trabalho como caixeiro viajante e se vê transformado num monstruoso insecto. Depois, a história aborda as consequências dessa transformação e o impacto que têm não só nele, mas principalmente naqueles que o rodeiam como a sua família, o seu patrão e os empregados que trabalham na casa. Ele vê-se deparado com a prisão que o seu corpo se torna pois torna-se impossível comunicar com as outras pessoas e ter a vida que tinha antes. Até então, o papel de Gregor é o de sustentar a família e pagar as dívidas do pai depois que este viu o seu negócio ir à falência. Toda a família depende do personagem principal pois mais ninguém trabalha, o pai é descrito como um homem fraco e que, apesar de dever a sua estabilidade ao filho, não demonstra carinho para com ele nem agradecimento, a mãe é uma mulher doente e muito emotiva. Por último, temos a irmã Greta, que é a única personagem que para além de Gregor tem nome, ela é aquela que demonstra mais carinho e que dá mais atenção ao irmão apesar da sua condição. É uma personagem que também acabará por mudar desde o início até ao fim da história, sofrendo também uma metamorfose, começando como sendo apontada pelo Gregor como uma criança de apenas 16/17 anos e acabando por se tornar uma mulher devido aos seus deveres.

Um dos aspectos que eu achei mais interessante no livro, é a calma e tranquilidade com que todas as personagens encaram a situação, não a achando como algo impossível de acontecer mas sim como algo inconveniente.

Penso que com este livro, o autor pretendeu fazer o leitor refletir um pouco sobre como a mente e o corpo podem entrar em conflito e ser difícil de gerir isso pois mesmo ainda conservando a sua humanidade, Gregor vê-se acorrentado aos desejos e aos instintos do seu novo corpo. Também nos mostra como a comunicação é importante para os homens e como sem ela é difícil separar o que é humano do que é animal.

Cada um deve tirar as suas impressões acerca desta história que tantas questões levanta.

Quero ler mais alguns livros de Kafka embora tenha outras leituras à frente.
No geral eu gostei do livro e dei-lhe 4/5 estrelas no Goodreads.

E vocês, o que acharam?

Beijinhos 
Marina Pinho 

1 comentário:

  1. Comprei este livro há pouco tempo e ainda não tive oportunidade de o ler, mas estou bem curiosa! :)
    Gostei muito da tua opinião!
    Beijinhos! **

    ResponderEliminar

Thank's for your lovely comment :)