Image Map

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

O Perfume: A história de um assassino de Patrick Suskind

 Este livro foi publicado em 1985 na Alemanha por Patrick Suskind, na altura pouco conhecido. Foi logo considerado um dos romances mais importantes da década, sendo traduzido em 42 línguas. Em 2006 foi adaptado ao cinema com o nome O Perfume, pelo realizador Tom Tykwer. Ainda não tive a oportunidade de ver o filme todo, mas pelo que vi está muito parecido com o livro.

A história passa-se durante o século XVIII  e começa com o nascimento atribulado de Jean-Baptiste Grenouille, em Paris. Como já percebem ele teve uma vida dura desde que saiu da barriga da mãe e é-nos apresentado como uma personagem diferente. Desde bebé que ninguém o quer por perto porque pressentem que ele têm algo de diferente das outras pessoas. O que é verdade, Grenouille não produz nenhum cheiro, estar junto dele e não estar é quase o mesmo porque não o sentimos. Apesar disto, ele tem, possivelmente, o melhor nariz de todo o mundo. Consegue identificar e armazenar todos os tipos diferentes de odores, quer os bons quer os maus. É até  capaz de caminhar de olhos fechados guiando-se apenas pelo seu nariz. 
Um dia, ele capta um cheiro maravilhoso e vai atrás do seu rasto. Este, pertence a uma rapariga ainda nova que passava. Aquele cheiro é tão precioso para ele que acaba por mata-la, acidentalmente, na tentativa de perpetuar o seu odor mas com a morte da rapariga, o seu cheiro também desaparece.
Depois desse acontecimento, Jean-Baptiste decide que precisa de aprender a extrair e guardar o cheiro de todas as coisas. Começa então a sua busca pelo perfume perfeito, feito a partir do cheiro de raparigas virgens na puberdade.

O autor conquistou-me logo nas primeira páginas pela sua escrita. Ao longo da narrativa, a presença do olfacto é constante, quer no decurso da história com todos os cheiros captados por Grenouille quer também pelas descrições, logo nos primeiros capítulos, do autor. Ele é capaz de nos fazer sentir todos aqueles odores nauseabundos de Paris do século XVIII. A sua maneira de contar a história e como ele construiu esta personagem tão simples e tão complexa é maravilhosa. A primeira frase, descreve Jean-Baptiste de uma maneira excelente, um homem genial mas abominável.

Ao longo destes últimos dias, à medida que ia lendo o livro, dei comigo a prestar muito mais atenção aos cheiros à minha volta, até ao meu próprio cheiro. Acho que isso deve acontecer com quase todos aqueles que tem o prazer de ler este livro.

A única coisa menos boa que tenho a dizer sobre ele, que aliás nem tem muita importância porque é apenas uma questão pessoal, foram os momentos de descrição da composição e processo de criação dos perfumes que achei um pouco enfadonhos.

Ao pesquisar as capas deste livro, deparei-me com imensas capas lindas e por isso decidi partilhá-as convosco mais abaixo.

No geral, adorei este livro e recomendo a todos que o leiam porque vale muito a pena. 5/5 estrelas.




Beijinhos 
Marina Pinho

6 comentários:

  1. Olá Marina,


    encontrei o teu cantinho blogger! xD
    Não te consigo adicionar à lista de blogues a seguir. Não sei porquê. :( Podes ver se se passa alguma coisa?
    Entretanto, nunca li o Perfume mas estou tentada a lê-lo em inglês. Tens razão. Têm capas lindas!

    beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Como já vem sendo hábito, adorei a tia review, sabes expressar-te muito bem :)
    Fico contente que tenhas gostado tanto quanto eu, também apreciei muito as descrições dos odores.
    Gosto muito das duas últimas capas *.*

    ResponderEliminar
  3. Já ando para ler este livro há séculos!! Pela sinopse parece ser super interessante e toda a gente fala bem dele!!
    Gostei muito do novo layout do blog :)

    johnsreportblog.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Eu apareço como seguidora mas, não tenho feed do teu blogue. Deve ser algum problema temporário.
    Vou aguardar xD

    ResponderEliminar
  5. Nunca li, mas tenho muita curiosidade! :D
    Gostei muito de ler a tua opinião! *-*
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  6. Olá Mariana,
    Adorei a tua opinião, tenho muita curiosidade em ler o livro e tenho-o aqui na estante;)
    Beijinhos e boas leituras.

    ResponderEliminar

Thank's for your lovely comment :)